Sábado, 20 de Julho de 2024
21°

Parcialmente nublado

Sapé, PB

Educação Expectativa

Professores da UFPB decidem continuar greve, mas encaminham acordo com Governo Lula

“Encaminhamos a saída da greve hoje que só se dará mediante a assinatura do acordo. O acordo possui duas pautas: a salarial e a orçamentária", diz presidente da AdufPB.

19/06/2024 às 18h53
Por: Redação Fonte: ClickPB/Lucilene Meireles
Compartilhe:
Professores da UFPB decidem continuar greve, mas encaminham acordo com Governo Lula

A greve dos professores da UFPB vai continuar até a assinatura de um acordo com o governo federal, que deve acontecer na próxima semana. A informação foi repassada pelo presidente da Associação dos Docentes da Universidade Federal da Paraíba (AdufPB), Cristiano Bonneau. A decisão ocorreu após assembleia realizada nesta quarta-feira (19), com mais de 300 professores.

Continua após a publicidade

“Encaminhamos a saída da greve hoje que só se dará mediante a assinatura do acordo. O acordo possui duas pautas: a salarial e a orçamentária. Hoje autorizamos o sindicato a assinar o acordo. Assina e sai da greve”.

A pauta salarial, conforme explicou o presidente da AdufPB, prevê um acordo para os próximos dois anos, sendo 9% em janeiro e 3,5% para 2026, além dos steps na carreira e a melhoria na entrada na carreira docente.

Já a orçamentária prevê a recomposição do orçamento das IFEs , tendo como resultado a aprovação do PAC da Educação e a revogação de normas autoritárias de ataques à categoria, como o direito de greve e o direito à progressão, entre outras.

A assembleia dos professores, conforme o secretário geral da AdufPB, Fernando Cunha, contou com mais de 300 professores, dos quais 100 não sindicalizados e mais de 200 sindicalizados. “Acabamos de indicar a continuidade da greve com a saída unificada nacionalmente. Acabamos de decidir que vamos encaminhar para o sindicato nacional a proposta de assinar o acordo com o governo”, disse.

“A assembleia dos professores decidiu fortalecer a luta local, mas também entendemos que a mobilização da categoria está num momento de aterrissar a greve e sinalizamos para, na próxima semana, a gente trabalhar para uma saída unificada nacionalmente de professores e professoras”, pontuou Fernando Cunha.

Na próxima semana, haverá nova assembleia dias 26, em Areia e Bananeiras, e dia 27, em João Pessoa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias